6ªedição do Workshop de Chocolate e Café na Galeria Verney em Oeiras

dscf2220

Realizou-se no passado Sábado, dia 15, na Galeria Municipal Verney em Oeiras, no âmbito da exposição “Cores, Padrões e Motivos Etnográficos na Colecção Neves e Sousa”, mais uma edição do Workshop de Chocolate e Café, realizado pela Câmara Municipal de Oeiras e pela associação cultural Muxima e este ano, com o apoio da Sine Qua Non – Chefs & Hospitality Consulting e da revista Convergence.

Histórias de café e chocolate e música, com o actor, bailarino e músico Sócrates Melo Lima, fizeram também parte dos ingredientes desta edição.

A receita deste ano “Bolo húmido de chocolate e café” (ver receita) foi realizada pelo Chef  junior Alexandre e pelo Chef Samuel Mota, consultor e administrador da Sine Qua Non. Formado na Escola de Hotelaria de Fátima. O seu percurso passa pelo hotel Altis Belém e pelo restaurante Belcanto. Conta ainda com a 3ª classificação no World CupCulinary Luxemburg (membro da Selecção Nacional de Cozinha), com uma distinção no Jovem Talento de Gastronomia de 2015 e com a partipação no Regional Portugal/Espanha de S.Pellegrino Young Chef 2016

dscf2218

Fotos: Fernando Rodolfo.

 

 

 

 

 

 

 

wp_20161015_17_31_31_pro

 

 

 

 

Workshop de Chocolate e Café – A receita

Chef executivo Samuel Mota e Chef junior Alexandre
BOLO HÚMIDO DE CHOCOLATE E CAFÉ.
400g açúcar
8 ovos inteiros
160g de farinha sem fermento
Envolver tudo bem com as hastes de bater ovos ou batedeira.
250g cacau pó com chocolate.
400dl de natas.
A massa fica bem liquida.
Aplicar em forma normal e não necessita ser untada, ao cozer pois a massa forma uma “crosta” que permite desenformar bem.
Vai ao forno a cozer durante 25 minutos a 160º C.
Cobertura de ganache:
400g de chocolate pantagruel em tablete derretido em banho Maria.
Acrescentar natas e leite até à consistência apreciada, e café solúvel a gosto, envolver bem.
Diferentes possibilidades de molhos:
— Misturar manteiga amendoim com natas
—Compota de cereja diluída com um pouco de natas.
—recheio de maracujá natural ou em lata sem pevides ou passado no passevite.
Serve-se com a ganache e as diferentes possibilidades de molho ao empratar conforme gosto. (gentileza de Ana Rebelo que esteve muito atenta a tomar nota da receita)

 

 

Enviar comentário

Por favor, insira seu nome

*

Insira um email válido

*

Escreve a sua mensagem

MUXIMA © 2017 Todos os Direitos Reservados

Designed by iDO